top of page
Buscar
  • Foto do escritorDébora C. Rosa de Paula

Curiosidades e dicas Peru – Lima, Huaraz e Cusco.

Atualizado: 1 de set. de 2020

Lima é a capital do Peru, possui cinco milhões de habitantes e 47 municipalidades.

Existe diversas opções de passeios pela cidade, uma delas é visitar o Museu de Oro del Peru y Armas del Mundo, que como o nome já diz é tudo feito de ouro, e a outra parte do museu é de armas do mundo.

O que gostaria de destacar é como esse museu é importe para a preservação da história do Império Inca, as peças do acervo são realmente incríveis, e da pra compreender como eram inteligentes, e o tamanho de suas riquezas. A parte das armas do mundo são doações e presentes de várias nações, é costume essa troca de relíquias e história entre países aliados. O valor do ticket de entrada em dezembro/2018 era de S/ 33.00 por pessoa.

Museu de Oro del Peru y Armas del Mundo


Outro passeio interessante é pela municipalidade Barranco, que fica no centro de Lima. As construções têm suas fachadas antigas e coloridas preservadas. Barranco é conhecido por ser um bairro boêmio, com vários barzinhos e restaurantes interessantes, e música boa. Pelas praças é possível admirar pinturas pelas paredes e muros, músicos, artistas de rua, artesãos, e muitos jovens. Depois de atravessar a Puente Del Suspiros você pode visitar a igreja La Ermita de Barranco.

Barranco

Miraflores é um bairro mais luxuoso, localizado a 10 km do centro de Lima. Onde estão os maiores hotéis, uma orla á beira mar onde muitos turistas aproveitam para fazer parapente e surf, e o shopping Larcomar com uma infinidade de restaurantes, desde um fast food, a um bistrô francês, e lojas de grifes famosas.

Miraflores


O Mercado Jesus Maria é muito parecido com o mercadão que conhecemos aqui no Brasil, é o mais popular da cidade, as pessoas almoçam e fazem suas compras. Causou um estranhamento pelo fato de não haver refrigeração nos balcões onde vendiam carnes, frangos e peixes.

Também conhecemos um supermercado como o que temos aqui no Brasil. Nossas idas aos mercados é uma forma de conhecer mais sobre os costumes, comidas, moeda, etc. Isso nós fazemos sempre que possível, em todos os lugares que vamos.

Mercado Jesus Maria

Nossa alimentação em Lima foi basicamente de fast food, meu marido é muito fresco/difícil com comidas diferentes, e o Peru tem essa particularidade. Existe um prato muito conhecido, chamado de “Cui”, que nada mais é que um coelho da índia na brasa, eu que sou bastante corajosa com comidas exóticas, nesse caso, também não tive coragem de experimentar.

Cuiprato típico peruano (créditos da foto ao "catraca livre")

Uma bebida que amamos no Peru é a Inka-Cola também conhecida como Golden Kola, ela é tão querida pelos peruanos e seus visitantes que por vários anos desbancou a Coca-Cola. Esse refrigerante é produzido á partir de uma planta chamada lúcia-lima do Peru.


Refrigerante Inca-Cola

Huaraz é uma cidade que fica ao norte do Peru, a 8 hrs de ônibus da capital Lima. Ela é base para várias atividades no parque Huascaran, localizado na Cordilheira Branca nos Andes Peruanos, fundado em 1975 e protegido pelo governo. Também pode visitar Chavín, museus, e banhos termais.

Os mercados são pequenos, um para cada setor: açougue, peixaria, padaria, etc. Não encontramos nenhum mercado de rede, como Wal-Mart. Cada pessoa que tentamos perguntar, falava ou entendia de um jeito “mini Market”, “bodega” ou “mercado”, estava chovendo e acabamos desistindo da busca e indo até uma “panadería”.

A alimentação nessa cidade foi um pouco mais difícil pro André, não havia fast food, e a comida era bastante tradicional, com temperos e modo de preparos que lhe causaram estranhamento. Mas para mim, foi uma comida saudável e muito barata. Uma noite no Hostel comemos um prato de pollo na brasa com fritas e salada por S/ 12,50, prato individual.

O prato mais caro que pagamentos e Huaraz, foi de S/ 28 por prato a lá carte, muito bem servido e gostoso.

O café da manhã era composto de tapas (pão peruano), mantequilla, geléia de fresa (morango), chá de coca, café, leite e sucos, com a opção de “café continental” ou “café americano”, onde o americano incluía ovos mexidos.



Café da manhã tradicional peruano

Cusco já foi a capital do Império Inca, por conta disso sua arquitetura é composta pelos vestígios arqueológicos e o estilo barroco. A Plaza de Armas de Cusco possui 02 catedrais, das que foram construídas na cidade, uma construída literalmente em cima de cada templo Inca. A arte que vemos pelas ruas remetem á essa fusão, aparentemente forçada, entre os Incas e os Espanhóis, uma delas é um jogo de xadrez onde de um lado esta os espanhóis conquistadores, e do outro os incas.

Plaza de Armas de Cusco


Tabuleiro de Xadrez Decorativo, Incas x Espanhóis.

Uma coisa que vimos em cima das casas em Cusco eram touros, chamados de “Toritos de Pucara”. Essa é uma tradição espiritual dos povos andinos, para atrair boa sorte, proteção e fertilidade. Os touros foram trazidos pelos espanhóis, que substituíram as llamas e outros animais adorados por representarem mais peso e força. Do touro se extrai alimento, couro e ajuda no trabalho rural.

Toritos de Pucara

Em Cusco é possível visitar Pisac, a Montanã de Colores (“rainbow mountain”), Olamtaytambo, Vale Sagrado dos Incas, Maras e Morays e as minas de sal.

Não tivemos a oportunidade de ir á um mercado. Mas fomos à feira da Plaza de Armas, que possui variedade de lembrancinhas, tecidos, enfeites, roupas e sapatos de pelo de alpaca.

Cusco tem diversas opções de restaurantes, do mais tradicional a pizzarias e fast food. O café da manhã sai a partir de S/ 4,90: café grande + sanduíche de bacon e ovos.

Fomos á um restaurante bastante charmoso onde servia uma Parrilla Peruana, o prato consistia em vários tipos de carne como peito de frango, filé de boi, linguiças, chouriço, salsichas e batatas, havia também um buffet livre de legumes, saladas e molhos. Custou-nos S/ 79.00 para duas pessoas, comemos muito bem. Neste restaurante provei o drinque mais famoso do Peru, o Pisco Sour, bebida a base de pisco (aguardente) e limão, e o André provou a cerveja peruana Cusqueña.

Parrilla Peruana

Em Águas Calientes nós provamos a Pizza Peruana, ela é extremamente fina, assada em forno a lenha. Provamos também lomo saltado (filé de boi), pollo saltado e pollo frito, pratos a la carte sempre na faixa de S/ 25. Enquanto aguardávamos o horário do trem provamos gelatos de vários sabores como fresa (morango), maní (amendoim), chocolate, e outros.

A feira de Águas Calientes é pouco mais cara que a feira de Cusco, porém tem muita coisa linda e de muita qualidade. Nós compramos boa parte das lembrancinhas pra família e enfeites pra nossa casa nessa feira.



Sobre os meios de transportes, em Lima nós andamos de circular no primeiro dia, preço por ficha de s/1,50, fazer isso permite que você veja a rotina das pessoas, o que fazem, como se vestem, o que leem e o que comem. Nós também andamos de táxi, e os preços são compatíveis com os de São Paulo.

Táxi em Cusco e Huaraz são mais barato, as corridas ficavam entre S/5 e S/6 e você pode pechinchar, não precisa embarcar no primeiro táxi que encontra, pode escolher, tem muitos. Na verdade você pode criar o hábito de pechinchar em todos os lugares, nas feiras eu barganhei várias vezes, e se não me davam o desconto eu pedia um “regalo”.


Nós utilizamos os serviços da Cruz del Sur, uma empresa de ônibus muito boa, para ir de Lima-Huaraz-Lima e Lima-Cusco-Lima. Os bancos reclinam cerca de 160 graus, cada um recebe uma coberta e um travesseiro embalados e limpos, fones de ouvido grandes e macios, cada passageiro com a sua tv, com a opção de assistir, jogar ou ouvir o que quiser. Os bancos possuem carregadores de celular. Também conta com uma assistente de bordo, que lhe serve lanches, almoço, janta e café da manhã, no momento da compra das passagens você informa a preferência por carne vermelha ou branca, se é vegetariano ou tem alguma restrição alimentar. No retorno para Lima eu passei mal e recebi medicamento e atenção especial.

O valor das passagens: Lima-Huaraz S/ 85; Huaraz-Lima S/ 120; Lima-Cusco S/ 195; e Cusco-Lima S/ 195. Valore por pessoa. A moeda Sol, del sole ou nuevo sol em dezembro/2018 o câmbio foi muito simples, a cada R$ 0,95 = S/ 1, hoje o real esta desvalorizado em relação a moeda peruana, a cada R$ 1,50 = S/ 1, sem contar o custo das taxas de câmbio e impostos.

O deslocamento Lima-Cusco-Lima pode ser feito de ônibus ou avião. Nós optamos pelo ônibus pelo custo, na época a diferença era muito alta, e impactava no nosso orçamento. Mas se fosse hoje, faria o possível pra fazer de avião, pois acabamos perdendo dois dias (23 hrs) das nossas férias dentro de um ônibus, que poderiam ter sido usados para conhecer mais de Cusco e região.

Eu comentei em outro post que lavar roupas é muito barato no Peru, e tem essa opção em todos os lugares. Em Lima lavamos e secamos roupas de duas pessoas de uma semana e ficou cerca de S/ 18, em Águas Calientes, a mesma proporção, o hotel ficou responsável e nos custou S/ 22.

Hospedagem foi um item em que eu economizei o máximo possível, ficamos em acomodações/quartos em casas e apartamentos de outras pessoas pelo preço médio de R$40,00, pagos através do cartão de crédito meses antes da viagem. Fui com a confirmação no celular, e deu tudo certo.

A compra de passagens contou com várias anotações, buscas de dicas, sites de buscas e promoções. Nós compramos diretamente no site da Cia aérea, cerca de 50 dias antes da viagem. Pela tarifa tivemos que incluir o custo de despacho de uma bagagem.

Nos sites, blogs e Youtube tem várias dicas de quando e onde comprar, resumindo se você pode ir a qualquer data ou se você só pode viajar em data pré-determinada, se é final de ano ou se é férias de meio de ano, por exemplo, nesse último caso você fica refém do preço. As dicas mais repetidas foram:

1-> comprar antes de 56 dias da viagem;

2-> numa terça de madrugada;

3-> com a janela anônima do seu navegador, por conta do histórico de navegação e cookies.

Outra coisa muito importante é o chip de celular para internet, nos aeroportos tem guichês que vendem chip com 5G para 01 mês por U$80.00, eu achei caro e desnecessário, nós compramos chip da CLARO, que é a melhor operadora no Peru, e paguei S/10 pelo chip e recarga de S/30. Esse gasto de S/40 foi suficiente para toda a viagem.

Na preparação do seu roteiro e/ou cronograma não deixe de ler nossas dicas. Escreva pra nós as dúvidas que tiverem, estamos aqui!


49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page