top of page
Buscar
  • Foto do escritorDébora C. Rosa de Paula

Machu Picchu

Atualizado: 1 de set. de 2020

O melhor momento das férias começou as 05h30min na fila do ônibus que nos levaria até a entrada de Machu Picchu, me julguem, mas depois de dias andando eu não quis castigar ainda mais as minhas pernas na subida, algumas pessoas do grupo optaram por esse meio, a distância é de 9 km. A entrada estava lotada, existem algumas restrições para a entrada no santuário, elas variam ano a ano, mas a preocupação máxima é que os turistas não deixem seu lixo em qualquer lugar.

Em alguns passos vemos a paisagem mais linda e mais fotografada desse monumento.


Machu Picchu

O guia teve o cuidado de reunir todo o grupo em um ponto para ouvirmos a história desse povoado. Segue algumas informações:

· Inca significa filho do Sol, que é um nome dado ao soberano que reina sob o povo “quíchua”;

· Machu Picchu significa “Velho Pico”;

· Cusco era chamado de “umbigo do mundo” o centro entre as quatro regiões da civilização Inca, e considerada a capital;

· A descoberta de Machu Picchu ocorreu em 1911, em uma expedição liderada pelo americano Hiram Bingham;

· Apenas 30% do que foi Machu Picchu pode ser visitado, o restante se perdeu devido à deterioração;

· Machu Picchu é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO, e umas das sete maravilhas do mundo desde 2007.

· A região foi escolhida pelos incas por ser um ponto para observação astrológica;

· Toda a cidade foi construída sob pedras consideradas sagradas e com energias especiais;

· As tradições incas são mantidas até hoje, não foi encontrado nada relatado em escritos, apenas relatos orais. Muitas histórias viraram lendas, pelo costume do povo inca de modificar as histórias de seus antepassados.

· A tradição religiosa era politeísta, Viracocha era o Mestre dos Deuses, surgido das águas, criador do céu e da terra, seu companheiro alado o condor Inti. O HananPacha (Deus Sol) e servo de Viracocha, Mama Quilla (Mãe Lua) sua esposa; Pacha Mama (Mãe Terra) encarregada de propiciar a fertilidade dos campos; Pachacamac (Deus dos Tremores); Mama Sara (Mãe milho), a mãe do alimento; Mama Cocha (Mãe do mar) a quem se rendia um culto para boa pesca.


O que fazer em Machu Picchu?


Visitar Machu Picchu (3.000 altura) leva cerca de 3 horas de caminhada, ida e volta, para ver casas, templos, e vislumbrar as construções de pedras enormes cortadas com uma precisão impressionante.

Construções e ruínas (1)


Construções e ruínas (2)

Visitar o Templo do Sol (2.760 altura) leva cerca de 2 horas de caminhada, ida e volta que garantem visuais incríveis.

Construções pelo Caminho para o Templo do Sol

Em Huayna Picchu (2.740 altura) precisam de 2,5 horas de caminhada, ida e volta e tem que garantir o ingresso com antecedência pois são apenas 400 tickets por dia.

Huayna Picchu

A Trilha da Ponte Inca leva uma hora de caminhada. Nós a visitamos, e da pra ter ideia da dimensão da inteligência desse povo. A ponte inca é parcialmente feita de madeira, para que quando os inimigos se aproximassem ela fosse retirada, ou até mesmo incendiada evitando ataques à cidade.

Ponte Inca (1)


Ponte Inca (2)


Machu Picchu guarda uma história mística, e tem uma áurea sob a cidade que nos faz sentir diferente e ver como ela é importante. Machu Picchu é o maior monumento do Peru, por isso deixamos por último, essa é a escolha certa, depois de vê-lo não faz sentido ver outros museus, templos ou ruínas.

Machu Picchu e Huayna Picchu

Custos (Dezembro/2018):

Trem de Machu Picchu a Ollantaytambo U$60.00;

Ônibus de Machu Picchu Pueblo á Entrada Machu Picchu, ida e volta U$24.00;

Entradas cidadela S/ 152,00.


35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page